Você está visualizando atualmente 10 Motivos pelos quais as crianças não deveriam ter celular

10 Motivos pelos quais as crianças não deveriam ter celular

  • Categoria do post:Leitura
  • Autor do post:

Você sabia que os filhos dos chefes do Google, Apple e Yahoo, entre outros, optam por levar seus filhos para escolas sem tecnologia? Você não acha curioso?

Vários especialistas defendem que crianças com menos de 12 anos de idade não devem usar smartphones e há várias razões que apoiam os seus argumentos.

Seria aconselhável estarmos conscientes dos aspectos negativos de colocar a tecnologia nas mãos dos nossos menores. Abaixo listamos 10 razões pelas quais os meninos e meninas de hoje não deveriam usar celulares.

1. O desenvolvimento do cérebro é afetado

Durante os primeiros 21 anos de vida o cérebro desenvolve-se rapidamente. Além do mais, até os dois anos de idade, o cérebro triplica de tamanho. A exposição indiscriminada a tablets, celulares, televisão ou computadores condiciona o seu comportamento, tornando a criança mais impulsiva, colocando em risco o seu desenvolvimento cognitivo e dificultando o autocontrole.

2. O movimento físico é limitado

O uso de tecnologias quase sempre limita os movimentos, necessários para que a criança esteja desperta, bem desenvolvida e, portanto, preparada para aprender. Se não houver movimento corporal, é mais difícil obter bons resultados escolares ou de aprendizagem.

3. Alto risco de obesidade

Existem estatísticas que determinam que 30% das crianças que têm tecnologia na sala são candidatas à obesidade. Os mais pequenos devem correr e pular, em vez de apertar botões para que os avatares o façam.

4. Redução do sono

Está comprovado que o uso do celular afeta negativamente o adormecimento, por isso tome muito cuidado com o uso da tecnologia à noite. A falta de sono afeta o caráter emocional das pessoas, tornando-as mais taciturnas e negativas.

5. Propensão a sofrer de transtornos mentais

Existem estudos que mostram que o uso de dispositivos móveis de qualquer tipo é um fator chave para sofrer de depressão, ansiedade, psicose, transtorno bipolar e/ou transtorno de déficit de atenção.

6. Imitação de comportamento violento

O acesso a conteúdos agressivos e violentos, muitas vezes não indicados para a sua idade, aliado à inércia da criança em imitar tudo, é um cocktail explosivo que nos faz ver atitudes excessivamente violentas das crianças para com outras crianças e até para com os adultos.

7. Dificuldade em prestar atenção

Recebemos tanto conteúdo em tão pouco tempo que as crianças que possuem celular veem sua atenção, concentração e capacidade de memória diminuídas.

8. Eles criam vício

Se é difícil para os adultos desligarem o telefone, imagine uma criança. O mais alarmante é que este excesso anda de mãos dadas com um distanciamento inevitável da família e dos amigos, com o risco de culminar em comportamentos anti-sociais críticos.

9. Perigo de radiação

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) os dispositivos digitais são uma fonte de radiação. As crianças são mais sensíveis a estas radiações, que, entre outros riscos, estão relacionadas com o desenvolvimento futuro do câncer.

10. Super-exposição de menores

Uma criança na internet é isca para abusos de todos os tipos. Sua privacidade, seus dados, gostos e opiniões estão disponíveis para muitas pessoas. Portanto, temos que ter muito cuidado ao usar celulares.

Concordamos que é quase impossível isolar as crianças do mundo digital mas… E se dermos o exemplo de que existe vida para além das telas? Vamos desligar o celular de vez em quando e conversar, brincar, sair para ver a rua ou as árvores, cozinhar, correr, olhar o céu, ensinar aos nossos filhos a vida real, aquela que realmente nos emociona. E lembre-se sempre que “as crianças são o nosso futuro, mas não há muito futuro para as crianças que abusam da tecnologia”.

Deixe um comentário